segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Sopro V



Fenomenologia não convence,
Impressiona sem modificar indisposições.
Mais vale o argumento lógico
Pois compreender o porquê
É caminho para o
Entendimento do como,
E no fato visto e observado
Reside um universo de
Saberes evolutivos...

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Fique por dentro

Quer ficar antenado com todas as minhas atividades poéticas? Então siga-me nas redes sociais. É só clicar nos ícones.
https://www.facebook.com/GlaucioCardosoPoeta 
TODAS AS NOVIDADES DO BLOG E DOS DEMAIS CANAIS

https://soundcloud.com/glauciocardoso 
POEMAS EM ÁUDIO

https://www.youtube.com/playlist?list=PL8CKiMyJnxSmVmZFmJ8PB4mUsjQIB3do4 
VÍDEOS POÉTICOS
https://twitter.com/Glaucio_Cardoso 
PEQUENICES POÉTICAS



sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Buscarte



O homem no bem
Pratica dia a dia
A conduta que o levará
Para a frente e para o alto;
Se deixa envolver
Pelo ideal de Amor
E de Justiça
E imita o Belo e o Bom.

O homem do bem
Emprega seus esforços
Na direção de tornar em realidade
Os conceitos de que vislumbra uma pequena parte,
Pois sonha com o Belo Universal

O homem de bem
Olha ao seu redor
Com os olhos da plena bondade.
Suas ações nada mais são do que reflexos
De seu despertar espiritual.

A busca da Beleza
Deixa então de ser mera jornada externa,
Pois o homem de bem na arte
Encontra a beleza Universal em seu próprio íntimo,
Em seu próprio mundo interior
Capaz da geração do Belo e do Bom.

Através de sua voz,
De seu corpo,
De suas letras e de seus acordes
Descobrimos que o Homem de Bem
E o Belo Pleno
São um só
E que ambos pulsam
Dentro de nós.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Campo do Brito - Campo de Sonho

No último fim de semana participei do 4º Campo do Brito Espírita. Recitei meus poemas e fiz belas amizades. Voltei da cidadezinha sergipana de alma leve, feliz e satisfeito em ver até onde a poesia está me levando.
Obrigado a todos da organização.
Com alunos do ProJovem
 
Com Marcelo Niess, cineasta


 


 Entrevistado por Lirálcio Ricci, para a Rede Amigo Espírita

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Áton Soleil¹



para o Codificador
Desde muito tempo tu buscavas a luz
Procurando viver a verdade que carregavas no íntimo
E apontando aos homens o caminho do Sol.

E por isso eu te admiro.

Em contato com a natureza, miravas as estrelas
E conhecias os ciclos que te encaminhavam à evolução
Curando a si mesmo, aos homens e à terra
Ocultando-se nas dobras da tua túnica e da história.

E por isso eu te procuro.

Num encontro de sonhos repleto de fé,
Diante da Luz em forma de homem,
Não pediu por si, num ato de doação,
E teve a promessa da missão no porvir.

E por isso eu te saúdo.

Em nome do Divino ideal, repudiaste os abusos
Cometidos em nome d’Ele.
Não negou tua certeza, enfrentando as chamas
Envolto na confiança da misericórdia maior.

E por isso eu te respeito.

Enquanto o fogo da ignorância ainda ardia,
Teu voo se fez tão alto
Que já não podia ser detido.
Encarnas o bom senso,
Tens a fé inquebrantável,
Conheces a causa,
Entendes o efeito.
E do sol que brilhou para ti
Fizeste um farol para a humanidade.

E por isso eu te agradeço.

(¹Áton = o Sol na concepção de Akhenaton; “Soleil” = sol em francês.)

Poema premiado em 4º Lugar no 23º Concurso de Poesia com Temática Espírita (2013), da Arte Poética Castro Alves. Leia a reportagem CLICANDO AQUI.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Primordialibus Potentia¹

Essa força que tudo criou,
O princípio base da criação,
A energia que faz girar os mundos,
Que dá vida ao cosmos.

É o brilho de estrelas e sóis,
Das nebulosas a formação.
Motriz de tudo que há,
Que move todos os seres.

Do alfabeto divino
É a primeira ideia;
Do átomo ao arcanjo
É origem e finalidade.

Sinta essa Energia!
Viva essa Energia!
Seja essa Energia!
Glaucio Cardoso
13/02/13


[1] “Força primordial” (Latim)

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Dia Nacional do Livro

Neste Dia Nacional do Livro, estive no Centro Educacional Aguiar Garcia, falando aos alunos sobre a importância da leitura e vendo os livros que eles produziram em sala de aula.
Foi maravilhoso!








domingo, 27 de outubro de 2013

2º Festival de Poesia de Conservatória

 Com grande alegria recebi o troféu e a medalha de 2º Colocado no 2º Festival de Poesia de Conservatória, evento que homenageou o seresteiro Mário Caldas, que se eternizou ano passado. O poema que me deu tal premiação foi "Meu nome", que pode ser lido clicando AQUI.


sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Insular



Num mundinho todo nosso,
Coisas simples foram tudo,
Sem tristeza,
Sem gritos,
Sem solidão.
Não há noite,
Mas nosso céu estrelado
É o cobertor de nossos sonhos.
Quando você fala e sorri
Minha atenção te pertence toda.
Quando te preciso no medo do escuro
São os teus olhos o meu farol.
Eu sou teu porto seguro,
Você diz,
Então sei que somos uma só uma para outra.
Te chamo de rainha, fada, deusa...
Mas o nome que mais te gosto
É o das primeiras palavras que aprendi,
Mamãe...
Glaucio Cardoso
27/02/12